Panorama

O Programa Cidades Sustentáveis (PCS) encerrou o ano de 2021 com 158 cidades signatárias, que, juntas, somam mais de 47 milhões de habitantes. A relação inclui municípios de todas as regiões do país e de diferentes perfis populacionais e características socioespaciais. A lista contempla também 13 capitais estaduais.


Os números são resultado de amplo esforço de mobilização ao longo do período para aumentar as adesões ao programa, um trabalho que envolveu o estabelecimento de parcerias estratégicas com diferentes associações e entidades municipalistas.


A adesão ao PCS é gratuita, voluntária e dá acesso aos conteúdos, ferramentas e metodologias de apoio à gestão e ao planejamento municipal. Em 2021, novas publicações e módulos foram lançados na Plataforma Cidades Sustentáveis, no âmbito do Projeto CITinova.


Em 2022, outros conteúdos serão lançados, com destaque para temas como financiamento, gestão orçamentária e parcerias entre a gestão pública municipal e instituições de ensino superior. Outras ações para o período incluem diversos aprimoramentos do sistema da plataforma e capacitações para gestores públicos das cidades signatárias.

Municípios signitários do Programa Cidades Sustentáveis
158
cidades

Total de cidades por região

Centro-Oeste: 6

Nordeste: 34

Norte: 9

Sudeste: 46

Sul: 63

16 cidades grandes

(acima de 500 mil habitantes)

42 cidades médias

(de 100 mil a 500 mil)

100 cidades pequenas

(até mil habitantes)

47,4 milhões de pessoas
mapa.png

34

6

9

63

46

75 cidades
haviam aprovado a Lei das Metas até dezembro de 2021

Linha do tempo

 

14.04

Lançamento do Guia de Indicadores para a Gestão Municipal

 

20.04

Realização do webinário Analizar las desigualdades urbanas: reflexiones y aspiraciones desde una mirada multidimensional

25.06

Realização da oficina ABM - Desenvolvimento Urbano Sustentável

08.11

Lançamento do módulo e guia de Parcerias com o Setor Privado

11 a 13.11

Participação no Fórum da Paz de Paris

23.03

Lançamento do Índice de Desenvolvimento Sustentável das Cidades (IDSC-BR)

Ações e Projetos

 

Parcerias e participações

SDSN (Índice de Desenvolvimento Sustentável das Cidades Brasileiras) 

A Rede de Soluções em Desenvolvimento Sustentável é uma organização ligada às Nações Unidas com o objetivo de implementar os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) e o Acordo de Paris sobre Mudanças Climáticas, por meio de educação, pesquisa, análise de políticas e cooperação global.

Estado do Paraná (vários atores)

Acordo de cooperação para estimular a adoção da Agenda 2030 nos municípios paranaenses envolveu o governo do estado, o Instituto Cidades Sustentáveis, a Frente Nacional de Prefeitos, a Associação dos Municípios do Paraná, o Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social, a Secretaria de Estado do Desenvolvimento Urbano e de Obras Públicas e o Serviço Social Autônomo Paranacidade.

Associação dos Municípios do Setentrião Paranaense (Amusep)

As 30 cidades paranaenses que fazem parte da associação assinaram a carta-compromisso do Programa Cidades Sustentáveis, em evento realizado em Maringá.

‘Pacto Federativo: municípios para Agenda 2030’

Grupo de Trabalho que propõe a pesquisa, análise e elaboração de propostas consistentes para uma revisão do Pacto Federativo que fortaleça o enfrentamento das desigualdades e das mudanças climáticas.

Estratégia ODS

A Estratégia ODS é uma coalizão com o propósito de ampliar e qualificar o debate a respeito dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável no Brasil, mobilizando e propondo meios de implementação efetivos para essa agenda.

GT da sociedade civil para Agenda 2030

O Grupo de Trabalho foi formado a partir do entendimento de que a implementação dos ODS no Brasil devem levar em conta o acúmulo das Organizações da Sociedade Civil que vêm trabalhando diretamente na defesa de direitos, no combate à desigualdade e no respeito aos limites do planeta.

Comissão Estadual dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável

Com o objetivo de fomentar a Agenda 2030 em São Paulo, a Comissão é formada por representantes do setor público, privado e sociedade paulista que compartilham a missão de fortalecer o papel estratégico da Agenda na melhoria da qualidade de vida da sociedade e para subsidiar a construção de propostas.

Rede Cidades por Territórios Justos, Democráticos e Sustentáveis

A rede é composta por organizações apartidárias e inter-religiosas comprometidas com o fomento ao envolvimento de governos e sociedade civil em comportamentos éticos e com o desenvolvimento justo e sustentável das cidades